Da série: “etiqueta para casamento”: Dez gafes horrorosas que você não deve cometer no seu casamento.

28 jul

Olá…

Como as dicas do “etiquetas” sempre são muito comentadas e tem gente que pede mais, com base em alguns eventos que fui ou que me contaram… Aí vão mais algumas!

Vale lembrar que isso são apenas impressões e sugestões minhas vindas de conversas com amigos e parentes.Você acata se quiser!

Se  você  vai casar, já é bem grandinha pra saber discernir o que é bom e o que é ruim pra você, e não vai ser algo que vc lê na internet que vai te manipular, ok?!

Gafe 1: Maquiagem.

Maquiar-se é uma coisa. Parecer uma palhaça é outra. Nada de batons muito vermelhos nem a bochechinha muito corada, porque senão, ao invés de parecer uma noiva, você parecerá mais uma caricatura de noiva de festa junina, faltando só as pintinhas no rosto.

__________________________________________________________________________

Gafe 2: Cabelo.

Faça no seu cabelo aquilo que ele permite. Nada de ficar inventando demais e achando que “pra tudo no cabelo, o velho laquê é a solução”, porque não é.

Cabelos com laquê (hoje conhecido como spray de cabelo) ficam horrorosos, duros, secos e sem brilho. Eu sou a prova viva disso. Enfiaram uma vez tanto laquê no meu cabelo que gastei quase um vidro de xampu pra tirar aquilo. Foi na 8ª série… Ficou um lixo! Além disso, cabeleireiros ruins podem estragar tudo! Muito cuidado com isso!

Outra coisa: se você tem cabelo curto, não fica tentando fazê-lo parecer longo… Todo mundo sabe que ele é curto, fica falso… Pros longos fica a mesma dica. Se for fazer aqueles penteados que prendem todo o cabelo, faça com alguém que realmente saiba fazer algo de bom gosto e não com alguém que irá deixar você com cara de saída de um casamento dos anos 80.

__________________________________________________________________________

Gafe 3: Vestido.

Se você não tá em forma, conscientize-se disso. Se você é baixinha como eu, se liga. Não é todo vestido de noiva que você pode usar!

Se você não for a Gisele Bündchen nem ter o tipo físico dela, você precisa entender que não é todo vestido de noiva que ficará bom pra você.

Veja meu caso: Eu sou baixinha (não mais que 1,55m). Imagine-me usando um vestido toooooooooooooodo rodado cheio de babados, aqueles bem “bolo de noiva”. Vou ficar parecendo uma integrante da ala das baianas!

Vestidos podem ser lindos… mas tem que ver se ficam lindos em você, ok?!

Talvez o vestido que você viu na revista não fique bem em você, mas com atenção e um pouquinho de sensibilidade você pode ser a noiva mais linda de todos os tempos! Basta saber se vestir e valorizar o que você tem de melhor…

__________________________________________________________________________

Gafe 4: Luvas.

Luvas (sobretudo aquelas que que cobrem o antebraço) podem até ser bonitinhas… Mas… Ah… Que coisa desnecessária! (Já tô até vendo os comentários das defensoras das luvas. Pode criticar à vontade… Sinal de  ainda, mesmo num mundo tão cheio de gente super ocupada, há aqueles que têm tempo suficiente pra defender um par inanimado de luvas!)

Uma noiva que usa aquilo, parece que foi pinçada de algum final de novela dos anos 80. (Salvas raríssimas exceções em que o vestido e a noiva ajudam!)

Fora que é uma burocracia pra tirar aquilo quando vai trocar as alianças… É mãe, sogra, tia Cleide… Todo mundo vem ajudar a tirar. Ainda tem a parte do suor que não deixa a luva sair, fora que a noiva tira aquilo e fica a marca dela no braço… Bem esquisita por sinal!

E outra: luvas + vestido muito rodado = vestido de aluguel barato.

Pode reparar essas maisons mais baratinhas sempre têm expostas o vestido rodado “branco-branquíssimo” com bordados e luvas e que é uma pechincha… Oops! Seria uma pechincha se fosse bonito, mas são beeem conhecidos por serem os modelos mais populares… Cuidado! Como diz minha mãe: “bom gosto não tem nada a ver com ter dinheiro!”.

Fez a festa e o casamento na base da economia?! Ok, mas procure bem… Você conseguirá achar um vestido legal, num preço acessível!

__________________________________________________________________________

Gafe 5: Noivos distraídos.

Independente do sexo, existem pessoas que são extermamente distraídas.

Eu sou uma delas declaradamente. Entretanto, há situações na vida que não dá pra ser distraído, como no trabalho, na escola… E no casamento.

Ok, ambos estão nervosos, estressados, cansados, com fome, já pensando se aquele chalezinho alugado bem baratinho pela internet existe mesmo ou se foi um golpe. Pensando nas contas, nas prestações, se ganharam tudo o que pediram na gafe em forma de listas…

Tudo bem, vocês têm o direito…

Mas pelo amor de Deus, não errem as juras de amor…

Você pagou uma fortuna em cabelo, maquiagem, vestido, convites, filmagem, fotos, dentre tantas outras despesas só pra falar meia dúzia de palavras e colocar uma aliança…

Vai gastar isso tudo pra errar lá na hora???? (E seu tio Gilson ainda ficar rindo e corrigindo?!)

Avise pro seu noivo pra não se distrair também (e não errar), porque acho uma gafe horrível! Parece que a pessoa não tá ali, sabe… Só tá de corpo presente, mas a cabeça tá longe…

Quem é professor sabe do que eu tô falando… Aluno quando não fala coisa com coisa ou quando tenta repetir o que você disse mas não consegue… Pode saber que neeem tava prestando atenção! O mesmo acontece com os noivos… O celebrante vai te soprar o que você tem que dizer e você ainda erra?!

Isso pra mim não soa como emoção, mas como desatenção.

__________________________________________________________________________

Gafe 6: Promessas não cumpridas.

Quando você estiver preparando seu casamento, não fique fazendo propaganda da sua festa, fazendo mil elogios, dizendo o quanto tá saindo tudo caro e o quanto seus bem-casados são finos.

Não faça isso.

“Caro”, “chique”, “festa boa”, festa sem-graça” e “a festa deles não foi nada do que ela disse que ia ser” são conceitos muito relativos. O seu conceito de “festa do século” pode não ser o mesmo dos convidados… Por isso, evite fazer propagandas da sua festa. Afinal, quem faz muita propaganda, pode levar os convidados à decepção e à  frases como: “Cadê o festão que ela disse que ia fazer?” ou “Nossa, a festa caríssima que ela vendeu o carro pra fazer é essa?!”.

E nem vem com esse papo de “eu não ligo pro que os outros falam ou pensam”, porque se no século XXI, você ainda se preocupa em fazer uma cerimônia pra oficializar seu enlace, quer dizer que você se liga sim (e muito) pro que os outros pensam! Se não, casaria só no civil às 4 da tade e alugaria um vestido bonito só pra tirar fotos em um estúdio. Se você se propõe a tudo isso, larga de hipocrisia e assume que você tá doida pra mostrar pras suas primas que já casaram que você casou também!

Voltando ao assunto…

Quando te perguntarem como estão os preparativos, limite-se a falar que estão “bem” e não crie expectativas em ninguém. Afinal, expectativas são incontroláveis (e comentários maldosos também).

__________________________________________________________________________

Gafe 7: Os cumprimentos.

Essa parte é terrível, porque ao convidar tem gente que entrega convite (pra encher a igreja) até pro sobrinho do cunhado da filha da vizinha da sogra do ex-chefe do ex-namorado da prima. Nem sabe quem é e já vai entregando convite e as malditas listas. Cria uma intimidade instantânea em prol da encheção de igreja que chega a ser patética.

Mas o engraçdo é que tem gente que se submete e vai… E na hora dos cumprimentos ou da recepção… Eis que a gafe surge!

Opções de gafe existem aos montes. Enumerarei 3:

Opção 1: A noiva é meio metitinha a besta e, depois de ver que a festa tá cheia de figurantes pra ela estrelar o circo dela plenamente, (é, porque tem casamento que é um verdadeiro teatro, outros, um circo!), nem vai de mesa em mesa cumprimentar os convidados. Passa só na mesa dos miguxos e proibe o marido de sair da área de miguxice. Faz cara de “não te conheço” pra 70% dos convidados e fica na ilusão de quem brilha é ela… (Deixa ela pensar né?! Dia de princesa serve pra aumentar a auto-estima de baranga… E certos casamentos também!)

Opção 2: Ela vai de mesa em mesa com o agora marido, naquela pseudo-educação que mamãe deu, ambos expondo o mesmo discurso em todas as mesas. E é um tal de falar “obrigado”, “ai, que coisa boa” e “fiquei feliz de você ter vindo” na hora errada, um tal de segurar o mesmo sorriso durante a festa toda, um tal de fazer perguntas genéricas pros que eles mal conhecem, mas estão lá… Tudo pra fazerem os educados. O problema é que soa falso. (Muito).

Opção 3: A noiva e noivo vão de mesa em mesa (ou mesmo ficam na porta da igreja) por educação, abraçam a maioria friamente (a maioria são os figurantes de encher igreja), quando não dão os cumprimentos sentados, por alegarem cansaço.

É… Pra você ter pelo menos 1 dia na vida em que mais de 5 pessoas prestaram atenção em você, aqueles convidados tiveram que estar ali… Firmes… Escutando um casamento que, convenhamos é uma coisa muito chata, equiparada à formatura e que só tem sentido para os participantes e parentes muito próximos… Mas eles estiveram ali… Pra você ter a ilusão de que uma porção de gente queria te ver vestida de noiva… Pra você ter a ilusão de que um monte de gente tá sentindo a mesma emoção que você…

Mas não estão!

Estão ali por algum motivo. Ou porque o seu pai é chefe deles, ou porque sua mãe é amiga delas, ou porque seu irmão prometeu que ia ter cerveja de graça, ou porque simplesmente estão no seu Orkut e ia ficar chato na semana seguinte ainda estarem lá nos seus contatos, mesmo sem ter ido à festa.

Apesar de interesses implícitos, todos fingem bem… Finja também… Finja que adorou a presençae trate cada um de maneira única e não como uma massa amorfa e sem nome que só merece um “obrigado por ter vindo”.

Ou então, pare com essa mania feia de convidar quem não se conhece e assuma um casamento menor, porém apenas com os seus amigos e pessoas que amam e torcem por vocês! Garanto que até a festa vai rolar melhor!

__________________________________________________________________________

Gafe 8: Igreja com 400 lugares para um casamento com 20 convidados.

A lógica é bem simples: lugares grandes precisam de muitas pessoas para estarem cheios. Lugares pequenos já com poucas pessoas parecem lotaaaados.

Quer um exemplo prático e em parte hipotético?

Quem consegue encher o Maracanã? O show da Madonna e de outos artistas muito conhecidos, jogos de futebol como o “Fla X Flu”…

Não adianta aquela banda que seu irmão fez com o seus primos marcar um show no Maracanã (hipoteticamente falando) que não vai dar ninguém…

Por mais que seja sonho deles cantar lá, será um fiasco, porque o público não irá encher lá…

O mesmo acontece com um casamento. Por mais que você sonhe em casar em um meeeega templo (seja de qual religião você for) vai ficar muito feio aquele tantinho de gente espalhado em tanto espaço. Vai dar a impressão de que “você convidou… Mas ninguém foi!”.

Faça o casamento num lugar proporcional ao número de pessoas que você vai convidar e sempre considere a hipótese de que não são todas as pessoas que você convidou que irão…

__________________________________________________________________________

Gafe 9: Cortar a gravata, passar o sapato da noiva e outras formas de pedir dinheiro…

A brincadeira de cortar a gravata pra arrecadar dinheiro pra lua-de-mel é engraçadinha… Mas tem que haver intimidade com quem for fazê-la!

Se seu casamento estará repleto de gente que você nem sabe o nome, não fica bem sair coagindo os outros a darem dinheiro pro seu noivo em troca de um pedaço de gravata.

E muitos ainda, pra deixar a situação ainda mais constrangedora, levam o câmera pra ficar filmando de mesa em mesa a abordagem…

Não faça isso! Muita gente pode ter ido sem grana pra festa e ficará constrandida de não dar nada… (E ainda ser alvo de piadinhas por isso por parte dos que abordam).

Recomendo a não fazer isso… É desagradável, causa saias-justas desnecessárias. Você tem que deixar seu convidado à vontade e não constrangê-lo dessa forma…

__________________________________________________________________________

Gafe 10: O buquê

Não fique em um microfone coagindo as pessoas a irem tentar pegar o seu buquê…

Cada um vai se quiser… E há sempre quem vá…

Avise apenas que vai haver o ritual e quem quiser que aproxime-se de você…

O segredo sempre é não coagir ninguém a nada!

Ali é uma festa, não uma sessão de metas e deveres a serem cumpridos… Por isso que eu acho que quanto menor a festa, apenas com os amigos e pessoas próximas, mais animada ela é e mais à vontade ficarão vocês e os convidados. Afinal, a intimidade é maior, certas brincadeiras poderão ser feitas, o que deixará a festa mais alegre e divertida.

Bom, essas são as minhas dicas (todas baseadas em experiências REAIS).

Beijos,

 

Com carinho,

 

Naná.

About these ads

5 Respostas para “Da série: “etiqueta para casamento”: Dez gafes horrorosas que você não deve cometer no seu casamento.”

  1. duduenana 10/08/2009 às 8:24 PM #

    Ai, credo!

    Acho que tudo que não é feito pelas nossas próprias mãos sempre tem a chance de dar alguma coisa errada… (Mas quem nesse mundo vai conseguir fazer toooodo um casamento com suas próprias mãos, né?! O que der pra eu mesma fazer eu farei, pra correr o mínimo de riscos possível)

    Vou fazer um post só sobre essas decepções que ando ouvindo!

    A hora que vc ler, sentirá até bem, pq já ouvi cada horror que me deu até medo!

    Beijos e continue conosco!

  2. Marga 07/08/2009 às 10:34 AM #

    oi naná,
    fui noivinha em Julho e concordo muito com essa questão do penteado, até porque fui vítima d eum penteado que não me favorecia nada…mas na altura não me apercebi, só quando vi as fotos!

  3. SuSu 29/07/2009 às 8:00 PM #

    Ola Nana
    Nossa encontrei o teu site no google ( obvio )
    tenho 20 anos ( 21 em setembro)
    e estou prestes a noivas fim de semana que vem ( 08/08 )
    e ja estou pensando no casamento, principalmente pq o “futuro” pretende casar apos 6 meses de noivado
    e encontrei aqui literalmente TUDO de que eu preciso para que meu casamento seje inesquecivel.
    sou do timo que gosto do classico e simples, porem LINDO.
    e aqui estou eu lhe elogiando pelo fato de concordar ate agora com seus argumentos em relaçao as gafes cometidas.
    kkkkk

    pretendo retornar aqui sempre
    obrigada pelas aulas
    espero anciosamente por MAISSS
    =**

  4. Lalah Lee 29/07/2009 às 11:30 AM #

    Hahahaha mana, tô aqui raxando de rir lembrando de sua narrativa que inspiraram esse post!
    Hahahaha
    Vontade de ser uma mosquinha, viu!!!

  5. Ana 29/07/2009 às 8:42 AM #

    Nanáááá, tenho PAVOR das luvas tb!!!! MEDO, DESESPERO, FOBIA mesmooooo!!! kkkkkkkkkk… e já comento o outro post de coisas inúteis e caras… não é mania das noivas daqui fazerem lista na loja de coisas de casa do shopping que tem uma vasilha de inox por 70 reais (juro, fui la semana passada pra comprar um presente dessa lista) ou um porta pote de sorvete por 94!!!!!!!! Eu morro com essas coisas!!!

Os comentários estão desativados.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: