Tag Archives: casando

Quer lembrancinhas em Biscuit?

27 fev

 

Olá, pessoal!

Conheça a Linda Maria – Arte em Biscuit!

Fazemos os mais diversos trabalhos em biscuit, com um preço justo e entrega cheia de carinho! *_*

Curta nossa fan page: https://www.facebook.com/lindamariabiscuit?ref=hlLinda Maria Store

Espero todos lá!

Etiqueta para casamento – Lista de sugestões

11 fev

Olá, lindinhos!

Saudades de vocês!

Não ando escrevendo muito, mas isso vai mudar, prometo!

Hehheheh!

O Photobucket (site onde eu hospedo as imagens) tá travando muito hoje, mas assim que melhorar, eu hospedo os últimos modelos e deixo o link do álbum aqui!

Hoje, vou tratar de uma oooutra birra pra mim: As infelizes listas de sugestões que se disseminam nos convites de casamento, chá de cozinha, chá bar, inclusive em chá de bebê. (Acho que se velório tivesse convite, colocariam lista de sugestões de presente pro defunto!)

Ave Maria! Onde já se viu convidar uma pessoa para um evento e anexar ao convite uma lista de sugestões do que se quer ganhar e onde comprar?!

Pior é quando a pessoa coloca um asterisco sem-vergonha e escreve a “sugestão”, que mais parece, ao meu ver, uma “intimação”! (Este caso é comum em chás de bebê e cozinha).

Quer pedir presente (e o chá ou evento é só um pretexto), manda um bilhetinho assim:

Olá.

Como o orçamento está apertado… Estou sem condições de comprar os seguintes itens abaixo:

(mencione o que você quer ganhar na caruda, pra quê convitinho! Não é pedir presente que você quer?! Vai ficar sem-graça agora? Deveria ficar ao colocar sugestões pros convidados!)

Por isso, peço, por favor, que se tiver condições, colabore com o meu (coloque aqui: casamento, nascimento do bebê, etc.), me presenteando com alguma dessas sugestões.

Favor, enviá-las para o endereço: ____________________________________________________

até o dia ___/___/___.

Desde já obrigada.

Abraços,

(Seu nome)

Achou absurdo?! Pelo menos é mais direto do que “sugerir”!

O fato é: a tal da sugestão de presentes é uma falta de educação!

Até hoje não vi uma alma nesse mundo que colocasse lista de sugestão de presentes de casamento em loja popular ou de preços acessíveis a todos os bolsos!

(Já vi pedirem ralador, que em loja mais popular custa 8,00, mas que na loja da lista custava 40 reais! Ah, e esse era o presente mais baratinho da lista!).

Também não vi ainda livrarem os coitados dos convidados dos 4 pacotes de fralda, protetores de colchão e outros presentes caríssimos (sim, bem caros para o bolso de alguns, certamente também para o de quem pediu, afinal, se precisa pedir, pressupõe-se que não pode comprar, né verdade?!).

A verdade é que noivos, futuras mamães e afins sempre querem levar vantagem nessas listas e sugestões. Sempre as colocam em lugares onde não costumam comprar e “sugerem” os itens mais caros ou de melhor qualidade ou marca (os quais não teriam coragem de pagar pelo preço ou não tem grana mesmo pra comprar).

Há ainda (no caso dos “chás”), a distribuição desordenada de convites para gente que nem tem intimidade com quem convidou (é um tal de distribuir convite na escola, faculdade, emprego dos pais do bebê ou noivos, parentes distantes e vizinhos com os quais nunca se trocou mais do que um “bom dia”).

Tá duvidando?!

Um dia, quando eu ainda fazia faculdade, recebi o convite do chá de bebê de uma garota da minha turma que eu tinha trocado pouquíssimas palavras! E estava lá: “Sugestão: 4 pacotes de fraldas”. Adivinha se eu fui?! Não tínhamos intimidade para tal convite, quiçá para ela me “sugerir” (lê-se:”pedir”) 4 pacotes de fraldas que é algo beeem caro!

Logo, sugerir ao seu convidado que te dê determinado presente de determinada loja é algo que deve ser banido ou no mínimo evitado…

Várias pessoas de diferentes classes sociais e condições financeiras irão ao seu evento (seja ele: casamento ou chá) e muitas se sentirão constrangidas em receber uma sugestão que não poderão comprar ou se sentirão coagidas a comprarem algo fora (na maioria das vezes) do orçamento.

Se você tá louca por aquele jogo de taças da loja tal e que custa 88 reais ou quer muito aquele escorredor de pratos de inox que você achou por 50 reais ou mesmo se acha que é fundamental seu baby ter um protetor de colchão de 45 reais, querida, junta dinheiro e compra! Não conte com a possibilidade de seus convidados despenderem uma grana pra comprarem isso!

Muitos não tem realmente condições, outros são pão-duros mesmo e tem até aqueles que ao verem a sugestão ou a lista das duas uma: ou nem vão e não compram nada ou compram algo bem baratinho!

Claaaaro… Há quem vá comprar algo da sua utópica lista, mas esses, meu bem, certamente já iriam te dar bons presentes e a sugestão foi só um norteador!

Quer pedir presente? Peça a quem você tem intimidade!

Não saia distribuindo convitinhos comprados no supermercado para a vizinha da sua madrinha de fogueira ou ainda para a galera do financeiro, do administrativo, da segurança, do comercial, do RH, da portaria, da diretoria, gente que, quando muito, você dá só um “oi”, porque não pega bem!

Muitos ignorarão! Outros vão solta uma frase que eu tenho certeza que você se ouvisse pessoalmente ODIARIA: “Ah, coitada… Vou comprar alguma coisinha pra ajudá-la…” (Vai me dizer que você nunca disse ou ouviu alguém dizendo isso ao receber um convite com “sugestão” de presente). Parece que a pessoa não vao dar um presente, e sim um donativo!

É, meu bem… Seu orgulho é grande demais para ser “ajudada”? Exclua as sugestões dos seus convites e receba presentes que, dados de coração ou não, caros ou não, úteis ou não, pelo menos não foram frutos da sua coação para ganhá-los. 

Presente é algo espontâneo… Deixe que te deem o que quiserem… E se quiser muito determinada coisa, comprar ainda é a melhor solução! Afinal, ninguém tem culpa se você tá grávida e não tem grana pra comprar fraldas ou se tá gastando tanto no casamento, que mal sobra pra montar a cozinha…

Fica a dica!

Abraços.

Com carinho,

Naná.

(P.S.: As listas que disponibilizo no blog tem o propósito de NORTEAR você nas suas compras, assim como norteiam as minhas… Em momento algum incentivo ninguém a pedir o que está lá! Sou plenamente a favor do: “compre você mesma”).