Tag Archives: promoções

Declaração

10 ago

“Quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração…”

Pois é, quem iria imaginar algo sobre aqueles amigos que se denominavam “irmãozinhos”, aqueeeeles dois nerds que tinham tantos sonhos e tantos objetivos (uns meio surreais e que ficaram perdidos pelo caminho)…

Aquele que era calado, estudava no intervalo e sempre muito gentil (apesar de não passar cola! Heheheh! *rancorosa*), juntamente com aquela que só estudava de madugada e passava a aula lendo revista dos Backstreet Boys… Difícil imaginar?

É… Mas o amor chegou pra eles sim! Porém “tomou chá de sumiço” um tempo depois… *Hunft!*

Assim, quem um dia iria pensar que aquela amizade que virou amor, mas que por um tempo cessou, poderia voltar?!

Mas voltou!

E essa nossa nova caminhada já completa 2 anos!

Os sonhos surreais deram lugar aos planos, de estudantes nos tornamos professores (e não admitimos colas!).

Mudamos posturas, ações, formas de pensar, amadurecemos. Crescemos com os erros, nos tornamos mais fortes e certos de que, nem as piores dificuldades foram sufucientes para destruir o amor que há em nós.

Juntos acertamos, erramos, rimos (e afiamos muito nossa língua! Hehehehe!), choramos (liiiiitros), sonhamos, planejamos, (fizemos previsões que se concretizaram), tentamos fazer caminhada, comemos muita besteira, andamos no sol a pino atrás de um lar, cantamos, dançamos forró, nos formamos, aprendemos TUDO sobre Corel Draw, Photoshop, InDesign, Gráficas, “Minha Casa, Minha Vida”, cartórios, eletrodomésticos, imobiliárias, vendas, finanças e “enxovaldo”; fizemos um blog, percebemos quem são nossos verdadeiros amigos e companheiros, aprendemos um pouco mais sobre o mundo e sobre nós mesmos.

E o principal: vimos que juntos somos mais fortes e mais felizes.

Dois anos de namoro…

8 meses de noivado…

E pra sempre nos amando!

Amo você, peto!

Com carinho,

Naná.

Anúncios

Papo [OFF] (e que não é tão “OFF” assim): Desabafo.

29 jul

Oi, gente!

Não vou falar nada além do que já é de conhecimento geral.

Quem não entender, basta ler os comentários dos posts.

Aí vai a minha resposta, que consiste num comentário que fiz num blog que eu gosto muito chamado Teletube, em que faço meus os lamentos deles:

http://teletube.wordpress.com/2009/07/29/e-o-teletube-nao-foi-feito-para-ser-comum/

(Aos caras do Teletube todo o meu apoio! Adoro ler, rio muito com os posts!Vocês são criativos e tem um humor refinadíssimo. E isso causa inveja…)

Meu comentário foi:

Parte 1

Parte 1

Parte 2

Parte 2

 

Quero mais uma vez agradecer a todas as críticas positivas e construtivas, as sugestões por e-mail e nos comentários e todas as palavras de carinho conosco.

É por você que fazemos este blog! Continuem mandando o que querem ver por aqui, postando dúvidas, que aprendo muito com as experiências de vocês!

E a quem não interessar minhas humildes palavras, que, por favor não perca tempo na internet com bobagens e que procure algo que vá te somar alguma coisa. Não perca tempo lendo aquilo que não presta a você. A internet é um universo de opções e certamente você encontrará algo melhor pra ler.

This is it.

Beijos,

 

Com carinho,

Naná.

Nova “catiguria”: Os videos mais legais de casamento!

29 jul

O video da entrada, foi Dudu que achou e resolvi postar aqui…

(Na verdade, eu me antecipei, porque ele é que ia postar aqui, mas como ele anda meio cansadinho de tanto trabalhar… Me adiantei… Desculpa, marido! heheheheh)

A partir daquele, resolvi criar uma nova “catiguria” aqui no blog: “Os videos mais legais sobre casamento”.

Separei alguns que podem até, quem sabe, serivr de inspiração!

(Minha mãe disse que tá nem aí se eu entrar dançando “Macarena”… Oh que eu entro, hein?!)

Vamos a eles?

Nesse, percebe-se o quanto pai e filha tão meeeega sem-graça! Por isso é que eu faria tudo eu mesma com o Dudu… Na alegria e na tristeza??? Não… Nos micos também!

______________________

Entrando ao som de “Eye Of Tiger”! Eu ri!

(Bom foi a narração de Smack Down pra entrada do pessoal)!

______________________

Esse começa chaaato, mas depois fica legal (pelo menos pela falta TOTAL de jeito pra dança que os noivinhos apresentam):

______________________

Nesse, a gente fica meio zonzo com o câmera, mas é engraçada a atuação do noivo:

______________________

Esse não envolve os noivos, mas amigos ou padrinhos, não sei… Mas é bem engraçado!

_____________________

Update:

Olá, pessoal! Aqui é o Dudu, saudade de vocês!

Achei mais esse vídeo, a dancinha dos noivos acontece no momento da valsa, em que fazem uma ‘paródia’ do famoso vídeo do Youtube em que um cara faz um pout-pourri dos passos de dança mais famosos de todos os tempos. Ficou bem engraçado!

_____________________

Bom, por enquanto são esses, depois posto mais!

Beijos a todos,

Com carinho,

Naná e Dudu.

Se…

29 jul

Se… eu tivesse coragem…

Se… eu não tivesse 9823274312764378436 de tias Cleides na minha família e na família do Dudu…

Se… eu tivesse uns padrinhos beeem sem-noção que topassem…

Meu casamento ia ser exatamente assim:

Com uma diferença: Ou entrava ao som de “Macarena”, ou “Dancin’ Queen” ou “Beat It” ou ainda “Everybody (Backstreet’s Back)”.

 

Alguém se habilita?!

Beijos,

 

com carinho,

 

Naná.

Da série: “etiqueta para casamento”: Dez gafes horrorosas que você não deve cometer no seu casamento.

28 jul

Olá…

Como as dicas do “etiquetas” sempre são muito comentadas e tem gente que pede mais, com base em alguns eventos que fui ou que me contaram… Aí vão mais algumas!

Vale lembrar que isso são apenas impressões e sugestões minhas vindas de conversas com amigos e parentes.Você acata se quiser!

Se  você  vai casar, já é bem grandinha pra saber discernir o que é bom e o que é ruim pra você, e não vai ser algo que vc lê na internet que vai te manipular, ok?!

Gafe 1: Maquiagem.

Maquiar-se é uma coisa. Parecer uma palhaça é outra. Nada de batons muito vermelhos nem a bochechinha muito corada, porque senão, ao invés de parecer uma noiva, você parecerá mais uma caricatura de noiva de festa junina, faltando só as pintinhas no rosto.

__________________________________________________________________________

Gafe 2: Cabelo.

Faça no seu cabelo aquilo que ele permite. Nada de ficar inventando demais e achando que “pra tudo no cabelo, o velho laquê é a solução”, porque não é.

Cabelos com laquê (hoje conhecido como spray de cabelo) ficam horrorosos, duros, secos e sem brilho. Eu sou a prova viva disso. Enfiaram uma vez tanto laquê no meu cabelo que gastei quase um vidro de xampu pra tirar aquilo. Foi na 8ª série… Ficou um lixo! Além disso, cabeleireiros ruins podem estragar tudo! Muito cuidado com isso!

Outra coisa: se você tem cabelo curto, não fica tentando fazê-lo parecer longo… Todo mundo sabe que ele é curto, fica falso… Pros longos fica a mesma dica. Se for fazer aqueles penteados que prendem todo o cabelo, faça com alguém que realmente saiba fazer algo de bom gosto e não com alguém que irá deixar você com cara de saída de um casamento dos anos 80.

__________________________________________________________________________

Gafe 3: Vestido.

Se você não tá em forma, conscientize-se disso. Se você é baixinha como eu, se liga. Não é todo vestido de noiva que você pode usar!

Se você não for a Gisele Bündchen nem ter o tipo físico dela, você precisa entender que não é todo vestido de noiva que ficará bom pra você.

Veja meu caso: Eu sou baixinha (não mais que 1,55m). Imagine-me usando um vestido toooooooooooooodo rodado cheio de babados, aqueles bem “bolo de noiva”. Vou ficar parecendo uma integrante da ala das baianas!

Vestidos podem ser lindos… mas tem que ver se ficam lindos em você, ok?!

Talvez o vestido que você viu na revista não fique bem em você, mas com atenção e um pouquinho de sensibilidade você pode ser a noiva mais linda de todos os tempos! Basta saber se vestir e valorizar o que você tem de melhor…

__________________________________________________________________________

Gafe 4: Luvas.

Luvas (sobretudo aquelas que que cobrem o antebraço) podem até ser bonitinhas… Mas… Ah… Que coisa desnecessária! (Já tô até vendo os comentários das defensoras das luvas. Pode criticar à vontade… Sinal de  ainda, mesmo num mundo tão cheio de gente super ocupada, há aqueles que têm tempo suficiente pra defender um par inanimado de luvas!)

Uma noiva que usa aquilo, parece que foi pinçada de algum final de novela dos anos 80. (Salvas raríssimas exceções em que o vestido e a noiva ajudam!)

Fora que é uma burocracia pra tirar aquilo quando vai trocar as alianças… É mãe, sogra, tia Cleide… Todo mundo vem ajudar a tirar. Ainda tem a parte do suor que não deixa a luva sair, fora que a noiva tira aquilo e fica a marca dela no braço… Bem esquisita por sinal!

E outra: luvas + vestido muito rodado = vestido de aluguel barato.

Pode reparar essas maisons mais baratinhas sempre têm expostas o vestido rodado “branco-branquíssimo” com bordados e luvas e que é uma pechincha… Oops! Seria uma pechincha se fosse bonito, mas são beeem conhecidos por serem os modelos mais populares… Cuidado! Como diz minha mãe: “bom gosto não tem nada a ver com ter dinheiro!”.

Fez a festa e o casamento na base da economia?! Ok, mas procure bem… Você conseguirá achar um vestido legal, num preço acessível!

__________________________________________________________________________

Gafe 5: Noivos distraídos.

Independente do sexo, existem pessoas que são extermamente distraídas.

Eu sou uma delas declaradamente. Entretanto, há situações na vida que não dá pra ser distraído, como no trabalho, na escola… E no casamento.

Ok, ambos estão nervosos, estressados, cansados, com fome, já pensando se aquele chalezinho alugado bem baratinho pela internet existe mesmo ou se foi um golpe. Pensando nas contas, nas prestações, se ganharam tudo o que pediram na gafe em forma de listas…

Tudo bem, vocês têm o direito…

Mas pelo amor de Deus, não errem as juras de amor…

Você pagou uma fortuna em cabelo, maquiagem, vestido, convites, filmagem, fotos, dentre tantas outras despesas só pra falar meia dúzia de palavras e colocar uma aliança…

Vai gastar isso tudo pra errar lá na hora???? (E seu tio Gilson ainda ficar rindo e corrigindo?!)

Avise pro seu noivo pra não se distrair também (e não errar), porque acho uma gafe horrível! Parece que a pessoa não tá ali, sabe… Só tá de corpo presente, mas a cabeça tá longe…

Quem é professor sabe do que eu tô falando… Aluno quando não fala coisa com coisa ou quando tenta repetir o que você disse mas não consegue… Pode saber que neeem tava prestando atenção! O mesmo acontece com os noivos… O celebrante vai te soprar o que você tem que dizer e você ainda erra?!

Isso pra mim não soa como emoção, mas como desatenção.

__________________________________________________________________________

Gafe 6: Promessas não cumpridas.

Quando você estiver preparando seu casamento, não fique fazendo propaganda da sua festa, fazendo mil elogios, dizendo o quanto tá saindo tudo caro e o quanto seus bem-casados são finos.

Não faça isso.

“Caro”, “chique”, “festa boa”, festa sem-graça” e “a festa deles não foi nada do que ela disse que ia ser” são conceitos muito relativos. O seu conceito de “festa do século” pode não ser o mesmo dos convidados… Por isso, evite fazer propagandas da sua festa. Afinal, quem faz muita propaganda, pode levar os convidados à decepção e à  frases como: “Cadê o festão que ela disse que ia fazer?” ou “Nossa, a festa caríssima que ela vendeu o carro pra fazer é essa?!”.

E nem vem com esse papo de “eu não ligo pro que os outros falam ou pensam”, porque se no século XXI, você ainda se preocupa em fazer uma cerimônia pra oficializar seu enlace, quer dizer que você se liga sim (e muito) pro que os outros pensam! Se não, casaria só no civil às 4 da tade e alugaria um vestido bonito só pra tirar fotos em um estúdio. Se você se propõe a tudo isso, larga de hipocrisia e assume que você tá doida pra mostrar pras suas primas que já casaram que você casou também!

Voltando ao assunto…

Quando te perguntarem como estão os preparativos, limite-se a falar que estão “bem” e não crie expectativas em ninguém. Afinal, expectativas são incontroláveis (e comentários maldosos também).

__________________________________________________________________________

Gafe 7: Os cumprimentos.

Essa parte é terrível, porque ao convidar tem gente que entrega convite (pra encher a igreja) até pro sobrinho do cunhado da filha da vizinha da sogra do ex-chefe do ex-namorado da prima. Nem sabe quem é e já vai entregando convite e as malditas listas. Cria uma intimidade instantânea em prol da encheção de igreja que chega a ser patética.

Mas o engraçdo é que tem gente que se submete e vai… E na hora dos cumprimentos ou da recepção… Eis que a gafe surge!

Opções de gafe existem aos montes. Enumerarei 3:

Opção 1: A noiva é meio metitinha a besta e, depois de ver que a festa tá cheia de figurantes pra ela estrelar o circo dela plenamente, (é, porque tem casamento que é um verdadeiro teatro, outros, um circo!), nem vai de mesa em mesa cumprimentar os convidados. Passa só na mesa dos miguxos e proibe o marido de sair da área de miguxice. Faz cara de “não te conheço” pra 70% dos convidados e fica na ilusão de quem brilha é ela… (Deixa ela pensar né?! Dia de princesa serve pra aumentar a auto-estima de baranga… E certos casamentos também!)

Opção 2: Ela vai de mesa em mesa com o agora marido, naquela pseudo-educação que mamãe deu, ambos expondo o mesmo discurso em todas as mesas. E é um tal de falar “obrigado”, “ai, que coisa boa” e “fiquei feliz de você ter vindo” na hora errada, um tal de segurar o mesmo sorriso durante a festa toda, um tal de fazer perguntas genéricas pros que eles mal conhecem, mas estão lá… Tudo pra fazerem os educados. O problema é que soa falso. (Muito).

Opção 3: A noiva e noivo vão de mesa em mesa (ou mesmo ficam na porta da igreja) por educação, abraçam a maioria friamente (a maioria são os figurantes de encher igreja), quando não dão os cumprimentos sentados, por alegarem cansaço.

É… Pra você ter pelo menos 1 dia na vida em que mais de 5 pessoas prestaram atenção em você, aqueles convidados tiveram que estar ali… Firmes… Escutando um casamento que, convenhamos é uma coisa muito chata, equiparada à formatura e que só tem sentido para os participantes e parentes muito próximos… Mas eles estiveram ali… Pra você ter a ilusão de que uma porção de gente queria te ver vestida de noiva… Pra você ter a ilusão de que um monte de gente tá sentindo a mesma emoção que você…

Mas não estão!

Estão ali por algum motivo. Ou porque o seu pai é chefe deles, ou porque sua mãe é amiga delas, ou porque seu irmão prometeu que ia ter cerveja de graça, ou porque simplesmente estão no seu Orkut e ia ficar chato na semana seguinte ainda estarem lá nos seus contatos, mesmo sem ter ido à festa.

Apesar de interesses implícitos, todos fingem bem… Finja também… Finja que adorou a presençae trate cada um de maneira única e não como uma massa amorfa e sem nome que só merece um “obrigado por ter vindo”.

Ou então, pare com essa mania feia de convidar quem não se conhece e assuma um casamento menor, porém apenas com os seus amigos e pessoas que amam e torcem por vocês! Garanto que até a festa vai rolar melhor!

__________________________________________________________________________

Gafe 8: Igreja com 400 lugares para um casamento com 20 convidados.

A lógica é bem simples: lugares grandes precisam de muitas pessoas para estarem cheios. Lugares pequenos já com poucas pessoas parecem lotaaaados.

Quer um exemplo prático e em parte hipotético?

Quem consegue encher o Maracanã? O show da Madonna e de outos artistas muito conhecidos, jogos de futebol como o “Fla X Flu”…

Não adianta aquela banda que seu irmão fez com o seus primos marcar um show no Maracanã (hipoteticamente falando) que não vai dar ninguém…

Por mais que seja sonho deles cantar lá, será um fiasco, porque o público não irá encher lá…

O mesmo acontece com um casamento. Por mais que você sonhe em casar em um meeeega templo (seja de qual religião você for) vai ficar muito feio aquele tantinho de gente espalhado em tanto espaço. Vai dar a impressão de que “você convidou… Mas ninguém foi!”.

Faça o casamento num lugar proporcional ao número de pessoas que você vai convidar e sempre considere a hipótese de que não são todas as pessoas que você convidou que irão…

__________________________________________________________________________

Gafe 9: Cortar a gravata, passar o sapato da noiva e outras formas de pedir dinheiro…

A brincadeira de cortar a gravata pra arrecadar dinheiro pra lua-de-mel é engraçadinha… Mas tem que haver intimidade com quem for fazê-la!

Se seu casamento estará repleto de gente que você nem sabe o nome, não fica bem sair coagindo os outros a darem dinheiro pro seu noivo em troca de um pedaço de gravata.

E muitos ainda, pra deixar a situação ainda mais constrangedora, levam o câmera pra ficar filmando de mesa em mesa a abordagem…

Não faça isso! Muita gente pode ter ido sem grana pra festa e ficará constrandida de não dar nada… (E ainda ser alvo de piadinhas por isso por parte dos que abordam).

Recomendo a não fazer isso… É desagradável, causa saias-justas desnecessárias. Você tem que deixar seu convidado à vontade e não constrangê-lo dessa forma…

__________________________________________________________________________

Gafe 10: O buquê

Não fique em um microfone coagindo as pessoas a irem tentar pegar o seu buquê…

Cada um vai se quiser… E há sempre quem vá…

Avise apenas que vai haver o ritual e quem quiser que aproxime-se de você…

O segredo sempre é não coagir ninguém a nada!

Ali é uma festa, não uma sessão de metas e deveres a serem cumpridos… Por isso que eu acho que quanto menor a festa, apenas com os amigos e pessoas próximas, mais animada ela é e mais à vontade ficarão vocês e os convidados. Afinal, a intimidade é maior, certas brincadeiras poderão ser feitas, o que deixará a festa mais alegre e divertida.

Bom, essas são as minhas dicas (todas baseadas em experiências REAIS).

Beijos,

 

Com carinho,

 

Naná.

Da série: “Pérolas do noivado”: Os maiores absurdos ditos a nós na procura por uma casa!

24 jul

(Post revisado – Lá onde eu estava o teclado estava ruim demais!)

Oi, gente!!!!!!

Como vão?!

Eu vou muito bem… Tenho novidades boas minhas segunda-feira!

Eu não deveria estar aqui onde estou, mas enfim!

Não vou revelar onde estou, senão levo bronca!

Já podem imaginar, né?!

Well… Contei pra vocês que conseguimos nossa carta de crédito?!

Sim, pelo programa “Minha Casa, Minha Vida” do Governo Federal.

Quem quiser se informar sobre, um bom site é esse aqui: http://www.caixa.gov.br/ clique em: “minha casa, minha vida”.

Ou então, você pode procurar diretamente uma agência da Caixa Econômica Federal e se informar melhor.

Bom, temos carta de crédito, mas não podemos morar embaixo de uma carta de crédito, logo… Temos que arrumar um lugar para morar.

Desafio: encontar uma casa ou apartamento de até R$ 72.000,00 e que não seja no “NEM” (que pra quem não sabe, aqui em Uberlândia, significa: “Nem em Uberlândia, nem em Araguari”, ou “Nem em Uberlândia, nem em Uberaba”, etc.. Serve pra demonstrar com um certo exagero o quão é longínqua uma determinada localidade). 

Como num passe de mágica (que nem é tão mágica assim, afinal isso se chama “especulação imobiliária”) tudo quanto é imóvel subiu vertiginosamente o preço e casinhas minúsculas com forro caindo aos pedaços (nem laje é) e circundadas com muro de placa, localizadas no meio do nada tão por R$60000,00.

Mas como somos brasileiros e  não desistimos nunca, lá fomos nós na nossa jornada, caçada, ou seja lá o que for, em busca de um lar.

Procuramos exaustivamente e nessas nossas andanças encontramos algumas figuras que soltaram pérolas memoráveis para a nossa galeria.

Uma delas (que não foi a primeira, mas que vira e mexe rimos muito com ela)  foi em uma construtora. Me digam: pra que servem as páginas amarelas de uma lista telefônica?

Até onde eu sei (dentre as inúmeras funções) é pra achar o telefone e o endereço de algo que você procura.

Foi o que eu fiz.

Fui lá em “construtoras” e anotei todos os telefones e endereços delas, para que eu e Dudu fôssemos ver se encontrávamos algo.

Chegamos à primeira.

Boa aparência externa, bem cara de construtora. Entramos. (Tá parecendo narração de filme de terror isso, né?! Vai vendo…) Aqueles alarmes de botique de bairro pra avisar quando alguém entra tocou. Eis que chega um senhor bem velhinho com uma cara meio assustada e, mantendo distância da gente perguntou o que queríamos. Dissemos que queríamos saber sobre construção de casa e eis que surge a pérola que merece dois pontos e aspas. Então vamos a ela:

“Não, aqui não é construtora mais não. Faliu.”

Daí, o Dudu perguntou:

“Mas ali tá escrito ‘construtora’… Tá na lista telefônica”…

E o velhinho medroso:

“Não, não… Nós não construímos já há 12 anos…”

Saímos de lá, segurando pra não rir… Poha, como assim?! Não constroem há 12 anos e têm anúncio na lista telefônica?! Engraçado, né?!

Também acho!

Outra nesse nível foi uma imobiliária que visitamos… E que… Não trabalha com venda nem aluguel de imóveis mais! E tava também na lista telefônica! Agora, me explica: O que faz uma imobiliária que não vende, nem compra, nem aluga?!

Eu não sei… Mas pelo menos o senhor de lá foi simpático com a gente…

Outra ótima foi também numa imobiliária. A mulher que nos atendeu era um protótipo mal feito de Kelly Key mascando chiclete constantemente, parecendo uma vaca ruminando.

Ela vendeu um condomínio que não estava pronto (a única coisa que se anda achando ultimamente nesse preço) em um dos “nens” da cidade.

As casas dele são coladas, ou seja, a sua parede é a parede do vizinho… E como eu sei que isso é um inferno, por experiência pessoal, eu disse:

“Mas isso é horrível, pois ninguém respeita, faz barulho e te incomoda!”

E ela *mascando chiclete com a boca aberta*:

“Não, mas lá o revestimento das paredes é importado… Fora que *ainda mascando* esse conceito de condomínio é usado na europa…”

E eu:

“É. Ele pode até ser usado na europa e funcionar lá, mas não funciona aqui, pois o que vemos é muita falta de educação e respeito ao direito do outro…”

E ela calou-se.

Agora me digam: por que corretor adora usar a palavra “conceito”? Pra tudo, mesmo pro que não se encaixa no que vem a ser “conceito”?!

E por que sempre se acredita que o que é bom na europa será bom aqui?! Hello… Conhece um negocinho chamado “diferença”?! E, outra: se tá usando os termos “importado” e “europeu” pra me impressionar… Me deu asco! Se algo não é bom à primeira vista, não vai ser uma ligação com algo europeu que vai melhorar as coisas.

Outra pérola é a forma como nos tratam por dois fatores: o valor da carta de crédito e a nossa aparência de “novinhos”… Não nos dão atenção e subestimam nossa capacidade de entendimento e discernimento. Uns nos tratam extremanente mal, outros querem vender aquilo que ninguém quer, e outros tantos nem nos dão atenção ou pedem preços exorbitantes em algo que não vale nem a metade do que é pedido.

Um conselho aos corretores que ainda não aprenderam a lidar com pessoas (Aos que nos trataram bem, agradeço):

Tratem indiscriminadamente TODOS os clientes BEM. Quem vê cara, não vê bolso…

Nunca subestime a capacidade de entendimento de ninguém.

Não julgue pela aparência, nem pela condição financeira. Mesmo que você adore vender pra rico, lembre-se: você provavelmente não é um deles…

Lembre-se: Não é porque uma pessoa tá com uma carta de crédito, que ela vai sair comprando qualquer coisa. São 20, 30 anos pra pagar…

E outra: NUNCA venda pros outros aquilo que você não venderia pra um filho seu. Estou falando sério… Não venda condomínios “furada”! Casas que não valem o que tão pedindo, imóveis velhos e condenados… Não façam isso…

Porque, assim como você precisa trabalhar, o trabalhador que vai lá na imobiliária te procurar pra comprar um imóvel certamente demorou a vida toda pra juntar aquele dinheiro e vai depositar toda a confiança que tem em você. Não desperdiçe algo tão valioso como a confiança… Seu nome pode ir pra lama em virtude disso.

Ainda estou em busca de nosso “lar, doce lar” e tenho fé que acharemos!

 Contamos com a torcida de voces!

Bom, galera, é isso!

Acho que não aparecerei no fim de semana, pois to precisando ler e dormir (não necessariamente nessa ordem!)

Agradeço desde já o carinho de todos conosco e assim que puder, respoderei os comentários.

Beijos,

com carinho,

Naná.

Coisas inúteis e caras que sua casa pode passar sem (Parte 1)

15 jul

Oiê!!!!!!

Assim como encontrei coisas fofas, úteis e baratas, encontrei também coisas inutilíssimas e mega-caras que andam vendendo por aí!

Pasmem!

Conjunto em inox para molho por R$ 69,90. A menos que vc tenha um restaurante ou deseje fazer um festival de molhos na sua casa, tal peça não tem a menor utilidade, certo?!

Conjunto em inox para molho por R$ 69,90. A menos que vc tenha um restaurante ou deseje fazer um festival de molhos na sua casa, tal peça não tem a menor utilidade, certo?!

 

Porta copo de requeijão por R$39,90! Sim, se vc pensou que já tinha visto de td nessa vida, apresento a você a inutilidade! Como vc viveu até hoje sem um lugar pra por seu copo de requeijão, hein?!

Porta copo de requeijão por R$39,90! Sim, se vc pensou que já tinha visto de td nessa vida, apresento a você a inutilidade! Como vc viveu até hoje sem um lugar pra por seu copo de requeijão, hein?!

Que isso?! É o que vc tá vendo mesmo! Um porta guarda-chuvas! E é caro! R$94,90! Agora me diz: como pudemos viver sem isso até hoje?! *tom irônico*

Que isso?! É o que vc tá vendo mesmo! Um porta guarda-chuvas! E é caro! R$94,90! Agora me diz: como pudemos viver sem isso até hoje?! *tom irônico*

 

Well, depois de tanta coisa útil exposta e que eu sei que mudou a sua vida, fico por aqui!

Beijos a todos!

 

Com carinho,

 

Naná.